ângulo #24: O TAMANHO NÃO É TUDO

Quem é que já tinha saudades de um artigo a propósito de um estudo que já tem o seu quê de datado? Ninguém? Ai é assim? Querem actualidade, então comprem o jornal!

O estudo sobre o qual este artigo se debruçará foi apresentado na revista Archives of General Psychiatry (a Burladero dos psiquiatras) pelo Dr. (não diz se é Dr. ou não, mas vou supôr que é) Nigel Blackwood do King’s College de Londres (catita!) e analisa as diferenças que existem nos cérebros de criminosos violentos com ou sem manifestações de psicopatia. Até à data só se havia feito comparações entre pessoas más (os criminosos) e os bonzinhos. Agora fazem-se comparações entre os criminosos que matam e os que não matam; amanhã será entre os bonzinhos e os choninhas.

Através da ressonância magnética, que é uma espécie de fotografia à moina, foram estudadas imagens do cérebro de quase meia centena de fulanos que fizeram coisas más como matar, violar, tentar matar ou aleijar. (Pessoalmente, entre “tentar matar” e “aleijar”, eu optava por uma única opção. Ou tentou matar e só conseguiu aleijar, ou aleijou ao tentar matar; uma delas está a mais. Nota: se esta minha sugestão for inserida numa nova edição ou numa errata, quero receber um exemplar em casa com o meu nome em grande na capa, mais dez por cento de comissão.)

E a que conclusões chegaram os autores deste estudo? De acordo com as imagens obtidas, parece que o cérebro das pessoas mais más é menor que o cérebro das pessoas menos más ou mais boas. Quer isto dizer, tomando o tamanho do cérebro como único elemento comparativo, que os psicopatas (vulgo pessoas muito más) são burros. Ora, não sendo psicopata, sou obrigado a discordar desta conclusão. E não porque não seja cientificamente apurada, apenas porque na questão “insultar ou não quem me pode matar”, eu penso que é mais seguro ir pela última. Não que não possa haver pessoas que matam menos inteligentes que a média, só acho que é escusado arranjar confusão com pessoas que para matar só precisam de… nada. É mesmo só disso que precisam. Mas se querem arranjar-lhe mais motivos além desse, força!

Entrando mais a fundo no estudo, as imagens dos cérebros dos psicopatas analisados continham uma redução significativa no volume de matéria cinzenta na região rostral do córtex pré-frontal (mesmo como quem vai a caminho do seio esfenóide e corta antes de chegar à lâmina quadrigémea) e nos pólos temporais. Consultando um site na net, descobri meio milhão de vídeos bem jeitosos; noutro site, descobri que estas áreas são determinantes no entendimento das emoções e das intenções dos outros. Quer isso dizer que essa área menor no cérebro dos senhores psicopatas tem a ver com as emoções e não com o intelecto. De qualquer modo, mesmo que não esteja em causa a sua inteligência, medir o tamanho das suas emoções como quem mede pilinhas também não me parece boa ideia.

Anúncios

Sobre Joel G. Gomes

Escritor, guionista e cronista. Autor dos romances "Um Cappuccino Vermelho" e "A Imagem". Autor do livro 'Um Cappuccino Vermelho'. Guionista das curtas-metragens 'O Atraso' (realizada por David Rebordão) e 'A Chamada' (realizada por Vasco Rosa). Cronista regular nos jornais O Rio, Jornal do Barreiro, O Primeiro de Janeiro, Jornal da Bairrada e, menos regularmente, nos jornais Voz da Póvoa e Jornal do Alto Alentejo.
Esta entrada foi publicada em Ângulos com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Uma resposta a ângulo #24: O TAMANHO NÃO É TUDO

  1. Muito interessante. E curioso. Aprecio muito esse tema, por isso leio a respeito. Pelo que sei, psicopatas costumam ser muito inteligentes e cultos.

    Adoro teu blog!

Muito obrigado pelo seu comentário. Note que esta é uma mensagem automática, por isso estou a agradecer um pouco às cegas. Quero acreditar que o bom gosto que o/a trouxe aqui se estende à qualidade do seu discurso.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s