ângulo #13: INOVAÇÕES DA CIÊNCIA

Ao longo da história da ciência, foram muitas as descobertas feitas por acidente. Alguém que derramou algo, alguém que misturou componentes que não devia: parece existir uma clara associação entre o progresso científico e a azelhice. A mais recente dessas descobertas – embora, na minha opinião, não se possa qualificar como sendo uma descoberta acidental – veio dos Estados Unidos, do famoso Instituto de Tecnologia do Massachusetts, onde um grupo de cientistas decidiu misturar iogurte de baunilha na comida dos ratinhos para ver o que acontecia. Resultado: a baunilha faz os tomatinhos ficarem maiores.

Por que razão é que eu não qualifico esta experiência como acidental? Porque, embora não soubessem que resultado iriam obter, o uso do iogurte de baunilha foi deliberado. (A não ser que planeassem usar daqueles iogurtes em que se misturam os cereais, mas o orçamento não chegava e tiveram de mudar à última da hora.).

Agora, o que eu pergunto, não em meu nome, mas de quem precisa, é: qual foi a marca de iogurte que deram a comer aos ratinhos? Segunda pergunta: funciona só com iogurte ou também dá com bolachas ou gelado?

Além dos testículos aumentarem, observou-se que o pêlo dos ratos que comeram o iogurte ficou dez vezes mais forte, mais sedoso e mais brilhante. Gosto da exactidão deste quantitativo. Não parece nada fabricado. Por outro lado, podemos estar prestes a assistir ao nascimento de um novo tipo de produto: o iogurte anti-caspa. Até consigo imaginar o anúncio:

Mulher no gabinete, escreve relatórios, fala ao telemóvel. Batem à porta. Chefe entra.

Chefe: “O cliente já chegou. Anda.”

Chefe dá meia volta e sai. Mulher olha para os seus próprios ombros: enormes flocos de caspa repousam no casaco escuro como flocos de neve num campo carbonizado.

Mulher: “Logo hoje que não tive tempo de lavar o cabelo.”

Mas então lembra-se: abre a gaveta e tira de lá um (inserir a marca de iogurte da sua preferência) de baunilha. Come o iogurte e a caspa desaparece.

Assinatura: Cremoso e delicioso: anti-caspa às colheradas.

Se alguma marca estiver interessada, contacte-me que eu faço um preço porreirinho.

Outra reacção que se pôde observar nos ratinhos alimentados a iogurte foi terem começado a andar de forma estranha e a terem comportamentos arrogantes. Hum… quer então dizer que o aumento da genitália leva ao aumento de sentimentos de superioridade? Pensava que isso só acontecia com o ser humano. A parte do andar estranho também não é de surpreender porque se os tomatinhos dos bichos ficaram dez maiores, estranho seria o andar deles manter-se na mesma. Voltando à parte da arrogância, resta saber se os ratinhos ficaram arrogantes especificamente por causa do aumento dos testículos ou por terem ganho um novo brinquedo.

De acordo com o site Tec.nologia.com este fenómeno foi causado pela acção dos micróbios probióticos que vêm nos iogurtes. (Devia ter visto isto primeiro antes de começar a atirar postas de pescada ao ar sobre se isto funcionaria com bolachas ou gelado de baunilha. Paciência, agora já está.) Eu já fiz a minha proposta para um iogurte anti-caspa. Creio, contudo, que antes de chegarmos a essa fase, iremos primeiro assistir a spots intermédios. Onde antes o objectivo era a pôr a tripa a funcionar, agora passará a ser o aumento dos testículos.

Até estou a imaginar um spot protagonizado pelo senhor Zezé Camarinha a um novo iogurte de baunilha:

Zezé Camarinha passeia na praia. As bifas olham para ela, mas ele ’tá noutra onda, ’tá a fingir que não lhes liga para as gajas ficarem todas doidas. É então que nota um rapaz a tentar meter conversa com uma loiraça. O rapaz faz lembrar um Zezé Camarinha mais novo. A loiraça dá uma chapada no rapaz e afasta-se.

Zezé aproxima-se do rapaz. “Então puto, o que é que se passou?”

Não sei. Estava tudo a correr tão bem…”

Zezé olha para baixo, para a zona genital do rapaz e sorri: “Já sei do que é que precisas.” Zezé estende a mão para fora de campo e recebe um iogurte da marca coiso de baunilha. “Come isto.”

O rapaz devora o iogurte com gula. Os seus olhos arregalam-se. Zezé sorri.

Vai atrás dela, campeão.”

Rapaz corre atrás da loiraça. Vai um bocado torto.

Corta para pôr-do-sol na praia. Rapaz e loiraça passeiam à beira d’água. Rapaz tem um escroto enorme.

Zezé Camarinha entra em campo e diz para a câmara: “Coiso de baunilha. Enlarge your balls.”

Hum… pensando bem não me parece que o Zezé Camarinha conseguisse dizer enlarge . É melhor pensar noutra palavra.

Anúncios

Sobre Joel G. Gomes

Escritor, guionista e cronista. Autor dos romances "Um Cappuccino Vermelho" e "A Imagem". Autor do livro 'Um Cappuccino Vermelho'. Guionista das curtas-metragens 'O Atraso' (realizada por David Rebordão) e 'A Chamada' (realizada por Vasco Rosa). Cronista regular nos jornais O Rio, Jornal do Barreiro, O Primeiro de Janeiro, Jornal da Bairrada e, menos regularmente, nos jornais Voz da Póvoa e Jornal do Alto Alentejo.
Esta entrada foi publicada em Ângulos com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Muito obrigado pelo seu comentário. Note que esta é uma mensagem automática, por isso estou a agradecer um pouco às cegas. Quero acreditar que o bom gosto que o/a trouxe aqui se estende à qualidade do seu discurso.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s