OS ÚLTIMOS QUARENTA MINUTOS DA MINHA VIDA

O ENREDO
Roberto aceita o convite de dois amigos, Júlio e Ricardo, para irem fazer uma caça ao javali. A certa altura, um acidente acontece e Roberto é baleado na cabeça.

É levado para o hospital, onde os médicos tentam tudo para o salvar, embora sem sucesso. Roberto é dado como morto, mas estará mesmo?

A BASE
Escrevi esta curta baseado numa história verídica que li numa edição do Diário de Notícias de há muitos anos atrás. Era uma notícia pequena, daquelas de canto de página, que relatava um acidente de caça do qual tinha resultado um morto. O que me chamou à atenção não foi o acidente em si, mas sim o facto de a vítima ter demorado quarenta minutos até morrer.

Depressa pensei que poderia ser uma boa ideia para se explorar. Sobretudo se trabalhada do ponto de vista do fantástico, com algum humor à mistura. Quis contar a história do ponto de vista do protagonista, que é alguém que está completamente alheio a tudo o que se passa à sua volta e que chega a demonstrar indignação quando os médicos resolvem dá-lo como morto.

OS ÚLTIMOS QUARENTA MINUTOS DA MINHA VIDA – Versão Final em revisão. Será colocado aqui brevemente.

E não se esqueça. Se gostou deste artigo, partilhe-o e/ou deixe o seu comentário. Será bem vindo.

E se for produtor ou realizador e estiver (nem que seja vagamente) interessado nesta proposta, contacte-me.

Anúncios

Sobre Joel G. Gomes

Escritor, guionista e cronista. Autor dos romances "Um Cappuccino Vermelho" e "A Imagem". Autor do livro 'Um Cappuccino Vermelho'. Guionista das curtas-metragens 'O Atraso' (realizada por David Rebordão) e 'A Chamada' (realizada por Vasco Rosa). Cronista regular nos jornais O Rio, Jornal do Barreiro, O Primeiro de Janeiro, Jornal da Bairrada e, menos regularmente, nos jornais Voz da Póvoa e Jornal do Alto Alentejo.
Esta entrada foi publicada em Curtas-Metragens com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Muito obrigado pelo seu comentário. Note que esta é uma mensagem automática, por isso estou a agradecer um pouco às cegas. Quero acreditar que o bom gosto que o/a trouxe aqui se estende à qualidade do seu discurso.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s